CURIOSIDADES











- Nos shows do Dado, a produção não pode deixar de levar chocolate e coca-cola para o Dado, por causa da sua diabetes.

- O Nicolau, filho do Dado, já teve uma banda de rock chamada Pepperomens. Nos shows da banda, o Dado trabalhava de roadie. Nicolau participou do MTV Apresenta junto com seu amigo Brenno Quadros, ex-pepperomens, da música Seres Extranhos.

- A irmã de Dado, Maria Clara Villa-Lobos é dançarina e mora na Bélgica.

- A mãe do Dado é casada com o pai do Dinho Ouro Preto, vocalista do Capital Inicial.

- Nas festinhas em Brasília, a turma fazia escala para saber quem iria carregar o Dado quando ele desmaiasse, fato que acontecia toda vez que ele bebia além da conta.

- Duraante as gravações do clipe Angra dos Reis da Legião Urbana, Dado não pôde participar porque sua mulher Fernanda estava grávida e o Nicolau poderia nascer a qualquer momento. Podem reparar que no clipe passa rapidamente a ultra-sonografia da Fernanda.

- Miranda, filha do Dado, estreiou no mundo da moda e foi considerada estilista revelação do Fashion House, evento ocorrido em 2006, onde foi lançada a marca dela Aurora.

- A Rock it! encerrou com suas atividades, depois que Dado viu, passeando pelas ruas do Rio Grande do Sul, os cds que ele havia produzido de bandas gaúchas a venda em banca de jornais a preços baixíssimos (pirata).

- No dia 1º de Dezembro de 2006, em comemoração ao Dia Mundial da luta contra a AIDS, o Dado fez um show numa praça de Itaboraí e ganhou uma placa de amigo da juventude de Itaboraí pela ONG fazendo acontecer.

- Dado participou durante 3 anos do programa Rock & Gol da MTV. No primeiro ano seu time perdeu na final contra O Rappa. No segundo ano, o Dado e o Reino Animal perdeu para o Skank, também na final. No terceiro, Os Selvagens perderam na semifinal contra o Skank também.

- Dado curte as suas férias na sua casa de praia em Mangaratiba, Rio de Janeiro. Quando o Herbert Vianna sofreu acidente de ultraleve, estava indo para a casa do Dado comemorar o aniversário da Fernanda.

- A sobrinha do Dado, Amanda Telles Ribeiro, filha da Bebel (que moram no Japão), é quem canta a versão de Luz e Mistério em estúdio. Dado contou no programa Conversa Afinada, que foi até lá e gravou a voz de Amanda no laptop.

Algumas frases do Dado Villa-Lobos:
 

"O QUE EU SOU, O QUE EU PENSO E COMO EU HAJO HOJE EM DIA, VAI MUITO EM FUNÇÃO DO QUE ERA A LEGIÃO URBANA"

"A NOSSA MÚSICA PENETROU NO ESPÍRITO DAS PESSOAS. FOMOS UM GRUPO ESPECIAL"

"CLARO QUE CONTINUAREMOS TOCANDO, MAS NO MOMENTO NÃO TEMOS VONTADE DE FAZER NADA"
(Após a morte de Renato Russo)

"E PENSAR QUE TUDO COMEÇOU NUMA BRINCADEIRA QUE A GENTE NUNCA IMAGINOU QUE PUDESSE CRESCER TANTO"
(Sobre a Legião Urbana)

"O RENATO TINHA UM SENSO DE HUMOR ÚNICO E, QUANDO QUERIA, SABIA SER ENGRAÇADÍSSIMO. ELE ERA JORNALISTA E NÓS, ESTUDANTES"

"ME ORGULHO DA CREDIBILIDADE QUE CONSEGUIMOS DIANTE DO NOSSO PÚBLICO. ISSO DINHEIRO ALGUM PODE COMPRAR... NÃO FOI À TOA QUE DESISTI DE IR PRA FRANÇA ESTUDAR SOCIOLOGIA PARA FICAR AQUI COM AQUELES CARAS FAZENDO MÚSICA"

"ACREDITO NO PODER DA MÚSICA EM MOLDAR O CARÁTER DAS PESSOAS"

"O RENATO TINHA UMA VOZ INCRÍVEL E ELE CANTAVA AQUELAS LETRAS QUE SÓ ELE PODERIA DIZER"

"HOJE EU PENSO QUE O RENATO FOI MUITO IMPORTANTE PARA O BRASIL NOS ANOS 80. ELE SIGNIFICOU MUITO PARA TODOS NÓS. MUITO MESMO"
(Após a morte de Renato Russo)

"CUMPRIMOS O NOSSO OBJETIVO E DE CERTA FORMA ENTRAMOS PARA A HISTÓRIA DESTE PAÍS. AGORA, É UM LIVRO QUE SE FECHOU. O ÚLTIMO CAPÍTULO COMEÇOU EM JANEIRO, QUANDO ENTRAMOS NO ESTÚDIO PARA GRAVAR A TEMPESTADE E A ÚLTIMA FRASE FOI ESCRITA DIA 11 DE OUTUBRO DE 1996"

"NÃO ACHO QUE VOU MUDAR O MUNDO. O QUE VOCÊ PODE MUDAR É VOCÊ MESMO. E ISSO JÁ ESTÁ MUITO BOM"

"TEMOS MUITO ORGULHO DE TER FEITO PARTE DA LEGIÃO, E DE TER TRABALHADO COM O RENATO"

"SE ESTOU DE DIETA, POSSO OLHAR O CARDÁPIO, MAS NÃO VOU COMER"
(Sobre fidelidade)

"AS RAZÕES POR QUE NÃO SE FEZ ENTERRO, NEM VELÓRIO E NÃO SE FALOU DE DOENÇA ERA UMA ÚNICA: RENATO NÃO QUERIA. ELE QUERIA DAR A SEU PÚBLICO AQUILO QUE ACHAVA QUE AS PESSOAS MERECIAM: SUAS CANÇÕES. POR ISSO SE ENTREGOU DE CORPO E ALMA À GRAVAÇÃO DO ÚLTIMO DISCO, MESMO NÃO TENDO IDO MUITO AO ESTÚDIO. FICOU EM CASA ESCREVENDO UM GRANDE MATERIAL EM QUE TRABALHOU A POESIA E O SENTIMENTO DE TUDO O QUE ESTAVA VIVENDO"

"EU NÃO SEI TRABALHAR SOZINHO. NÃO SEI MESMO. SOZINHO, SOZINHO, NEM PENSAR"
(Após a morte de Renato Russo)

"RENATO ESCREVIA CERTAS COISAS SOBRE O AMOR QUE INFELIZMENTE NÃO CONSEGUIA VIVER"

"A VIDA CONTINUA, NADA MELHOR QUE O TEMPO PASSANDO"
(Após a morte de Renato Russo)

"MAIS UMA VEZ ESTOU GRATO E FELIZ DE TER PARTICIPADO DE MAIS UM GRANDE REGISTRO PARALÂMICO. LÁ ESTAVAM OS TRÊS SOBRE UM PEQUENO PALCO QUE PARECIA FLUTUAR SOBRE A PLATÉIA, ME LEMBRANDO A CENA FINAL DESSES FILMES TIPO ROCKY, ONDE O PÚBLICO DE TÃO PRÓXIMO, TOMA CONTA DO PALCO AOS URROS EM ÊXTASE FRENTE A SEUS ÍDOLOS. SOOU O GONGO E CHEGOU A MINHA VEZ, FOI KNOCK DOWN EM SEIS MINUTOS, INESQUECÍVEL"
(Sobre participar do DVD dos Paralamas do Sucesso)
 

Texto de Dado Villa-Lobos, no encarte do CD Acústico MTV - Legião Urbana:

        "Em meados de 1992 resolvemos que, ao invés de produzir um videoclipe para o lançamento do disco "V", iríamos aceitar o convite da MTV para a gravação do então novo programa ACÚSTICO. Jóia! Não tem que fazer clipe, ouvia-se em coro. O que definitivamente se transformou em mais um estimulante desafio.
        Pensávamos em imagem, um mega videoclipe se estendendo por mais de uma hora no ar, suprindo assim nossa dificuldade em cumprir nossas obrigações em relação a promoção de nosso trabalho. Naquele momento a marca ACÚSTICO estampada na capa de um disco não tinha o sentido que tem hoje, não cogitávamos a possibilidade de se transformar o programa da televisão em disco.
        Felizmente não perdemos a oportunidade de registrar o áudio da apresentação na íntegra, o que nos traz de volta a Legião Urbana interpretando ao vivo, espontânea e surpreendentemente à vontade, nossas inesquecíveis canções e também inéditas versões com apenas dois violões, bateria, percussão e uma grande e inigualável voz".
 

Renato Russo, sobre Dado Villa-Lobos:

        "O Dado estava tocando com o Dado e o Reino Animal, mas ele não sabia tocar guitarra direito. Não sabia mesmo. Ele teve de aprender a tocar guitarra para tocar com a Legião. Em duas semanas, ele aprendeu a tocar nove músicas. No primeiro show, a gente tocou Ainda é cedo, e ele praticamente nunca tinha visto uma guitarra. A gente ficava: "Faz barulhinho". Daí é que saiu o solo. Até se tornar uma coisa completamente zen e espetacular, como pode ser ouvido em Música para Acampamentos. O solo dele naquela gravação ao vivo é fabuloso".
 


"Não sei nem se estou mais na minha, nem na sua vida"
"Não percebi correntes me prendendo aqui até o instante em que tentei partir."
Fã-Clube Oficial Dado Villa-Lobos. All rights reserved.
Developed by Roberta Raquel Leismann